top of page
file3.jpg.png

Travessia




Em nossa mobilidade urbana diária, é comum e inevitável nos depararmos com as faixas definidas em leis específicas para um determinado usuário: o pedestre! 0 elemento mais frágil dentro de um cenário que pode ter o glamour de uma passarela, ou ser o palco de uma tragédia, Por lei ele precisa ser cuidado e pelo bom senso ele precisa ser protegido e bem protegido. E para que possa se movimentar com proteção junto aos inúmeros meios de transporte característicos de uma cidade, surgem elas, as faixas de pedestres, com suas linhas bem definidas, na cor da paz, indicando que ali, ele, o pedestre tem prioridade. Mas será que tem mesmo? Lidamos com tanta impaciência, com tamanha falta de respeito, com tanto individualismo, que às vezes colocamos esse direito e essa garantia em dúvida. O que falta para assegurar essa prerrogativa? Uma faixa de pedestre com sinal para alertar quem a atravessa olhando o celular? Um olhar mais atento do motorista que está no comando do ônibus? Ou apenas permitir que a empatia seja uma constante neste universo tão coletivo e tão multifacetado...



Talvez a menina, com as características transparentes em seu belo sorriso com os sinais da síndrome de Down tenha a resposta. Ela diz a uma senhora, que está aguardando o sinal verde para fazer a travessia na faixa de pedestre, em uma rua igual a tantas outras: "Ajuda, ajuda". E a senhora pensa imediatamente: "Ela está me pedindo ajuda para atravessar a rua." Prontamente lhe oferece o braço e a menina (uma mocinha já), radiante, abrindo mais seu maravilhoso sorriso, graciosamente segura em seu braço. Ao final da travessia, a idosa senhora sorri também e fica aguardando as palavras de agradecimento da gentil menina. Mantendo, ainda, seu belo sorriso estampado no rosto, diz a menina: "Eu adoro ajudar pessoa idosa a atravessar a rua."


É preciso que saibamos identificar outras interpretações a respeito do mesmo tema. A minha "verdade" pode não ser a tua. Se eu me colocar no teu lugar, pode ser que eu consiga entender melhor uma outra visão, uma outra forma de entender aquilo que está em foco. Nem sempre é fácil, é necessário que se crie uma prática constante, determinada, com disciplina de um verdadeiro aprendiz. Mas é possível. O primeiro passo é confiar que é possível, sim! Pequeno passo para uma escolha que pode ter grandes repercussões no trânsito e na vida de cada passante nos cenários coletivos de todo dia.



 



243 visualizações8 comentários

Posts recentes

Ver tudo
SIGA MINHA PÁGINA NO WHATSAPP E RECEBA NOVAS POSTAGENS NA PALMA DA SUA MÃO!
23435_cdc8b03375b35ae73ee24facbffe12f8-16_02_2024, 15_58_25.png

Conheça a minha loja!

dribble_cart.gif
file1.jpg.gif
bottom of page