top of page
file3.jpg.png

Sobre escolhas...




Amanheceu um dia lindo! Aquele céu azul sem uma única nuvem. Dia perfeito para fazer aquela corridinha. Assim eu fiz: Saí do condomínio que moro, na cidade morena, alonguei, liguei meu relógio monitor e fui fazer meu treino como de costume.


Fiz boa parte do percurso pela pista de caminhada, sempre escolhendo os locais mais seguros. Ao finalizar, tomei uma água de coco geladinha e voltei caminhando. No trajeto pela calçada me deparei com muitos cacos de vidro e pedaços de para choque de algum veículo no meio fio. ao encontrar um senhor saindo de sua residência, fiz a seguinte pergunta: O que houve aqui? Pelo jeito foi uma batida violenta hein? e então esse senhor me disse: "CACHAÇA"! Todo final de semana é isso! Eles não tem limites!


Ele continuou falando com muita indignação, pois em sua casa mora uma idosa de 65 anos, ao lado mora outra de 90 e não tem sossego naquela rua, motociclistas que transitam na calçada, motoristas que bebem e dirigem colocando todos em risco.


Apenas ouvi, não me identifiquei, porém, ao retornar para casa fiquei pensando sobre essas questões de comportamentos de risco. Se a vida é feita de escolhas, porque escolher a destruição ao invés da vida?



Refleti sobre minha responsabilidade enquanto gestora, e agora observadora. Até quando teremos esse cenário em nossa sociedade? Mesmo com a Lei Seca em vigor há mais de 15 anos, mesmo fazendo campanhas de prevenção com metodologias ativas explicando os riscos da mistura álcool e direção, não tenho poder de mudar comportamentos tão nocivos, pois as escolhas são individuais.


Mas refletindo a respeito, apesar de as escolhas serem individuais, as consequências impactam significativamente em toda sociedade. Ingerir bebida alcóolica ou utilizar qualquer tipo de substância psicoativa é uma coisa, agora ingerir isto e em seguida conduzir uma arma de uma tonelada que alcança 100 km/h em poucos segundos em um espaço de convívio social é algo que não podemos aceitar.


Com tantos serviços de aplicativo disponíveis a baixo custo. Não é admissível colocar vidas em riscos, ou até mesmo assumir um prejuízo financeiro por uma noite de diversão. a responsabilidade é de todos nós.


Se você ainda bebe e dirige, por favor, por amor, encontre uma forma de não fazer mais isto. Alguém que te ama vai ficar feliz com esta mudança.


E se você não dirige depois de beber, com certeza você conhece alguém que ainda faz isto. Ajude estas pessoas a mudarem e optarem por VIDA no trânsito. Leve esta mensagem adiante.


Se cada um de nós fizermos a nossa parte, certamente iremos conseguir reverter essa situação, vamos todos ser fiscais , começando pela auto responsabilidade e pelo compromisso social em salvar vidas. Estamos todos correndo perigo!


Eu escolho a vida! E irei escolher sempre! Eu escolho melhorar a vida das pessoas por meio da educação, informações sobre mobilidade segura e compromisso com o bem estar de todas as pessoas.


 

10 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Rated 5 out of 5 stars.

Não há como discordar, afinal no trânsito e nas nossas demais decisões, escolha a vida!

Excelente crônica, minha amiga!

Aproveite para ler e comentar a minha crônica:

https://www.rodrigovargaspsicoetrans.com/post/uma-aventura-n%C3%A3o-t%C3%A3o-%C3%A9pica-no-tr%C3%A2nsito

Like
SIGA MINHA PÁGINA NO WHATSAPP E RECEBA NOVAS POSTAGENS NA PALMA DA SUA MÃO!
23435_cdc8b03375b35ae73ee24facbffe12f8-16_02_2024, 15_58_25.png

Conheça a minha loja!

dribble_cart.gif
file1.jpg.gif
Sorteio Acorde.png
27124345-a-laranja-semi-caminhao-dirigindo-atraves-a-estrada-dentro-atrasado-tarde-de-por-

DIRIJA O SEU FUTURO

Conheça nossos Cursos Especializados de Trânsito.

bottom of page